segunda-feira, 21 de outubro de 2013

[Opinião +D] Para acabar de vez com o estado de negação

Talvez a realidade seja demasiado cruel para a encararmos de frente. Mas escamoteá-la de nada de nos vale. Por isso, perdoem-me a impertinência…

Na passada semana, meio mundo ficou indignado com um documento da União Europeia onde se faziam reparos à actuação do nosso Tribunal Constitucional. Grande parte desse meio mundo continua a afirmar-se como federalista. Supõe-se pois que nessa quimérica Europa federal os nossos "órgãos de soberania" seriam realmente soberanos. Se agora já não são…

Semana após semana, o mesmo meio mundo continua a querer fazer-nos crer que é possível uma real renegociação da nossa dívida. O outro meio mundo finge acreditar (apesar de nem meio por cento do défice se ter conseguido baixar). E, semana após semana, a farsa aumenta. Até ao dia em que percebamos que a única real renegociação possível é a nossa saída do euro.







Renato Epifânio (membro da Coordenação Nacional do +D)
Os textos de opinião aqui publicados, se bem que da autoria de membros dos órgãos do +D, traduzem somente as posições pessoais de quem os assina.


Sem comentários:

Publicar um comentário